NOTÍCIAS DO BRASIL

Barros reage à convocação como investigado na CPI da Covid

Publicados

em

O deputado federal Ricardo Barros (PP), que acaba de ser incluído formalmente como investigado e não mais como investigado na CPI da Pandemia disse que a Comissão “não suporta a verdade” e que partir de agora os advogados conduzirão o relacionamento com a CPI.

O parlamentar paranaense reafirmou sua conduta parlamentar que “é exemplar e que a CPI não encontrará nada nas investigações”. Barros criticou ainda as práticas da Comissão de interromper seu depoimento e de vazar dados sigilosos.

“CPI interrompe o meu depoimento, anuncia que sou investigado e que não pretende mais me ouvir. Não suportam a verdade e usam táticas covardes de vazamento. Minha conduta parlamentar é exemplar. Nada encontrarão. Agora, meus advogados conduzirão o relacionamento com a CPI”, postou nas redes sociais.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  RIO DE JANEIRO - Tiroteio interrompe live de show de pagode, veja o vídeo
Propaganda

NOTÍCIAS DO BRASIL

Governo zera imposto de remédio para câncer

Publicados

em

Por

O governo federal zerou o Imposto de importação para cinco produtos, entre eles um remédio para tratamento de câncer e dispositivos para uso de pessoas com deficiência. A medida foi aprovada na quarta-feira (15) pelo Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia. O presidente Jair Bolsonaro destacou a decisão do governo, em publicação nas redes sociais.

O medicamento atezolizumabe foi incluído na Lista Brasileira de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) com redução de 2% para 0 na alíquota de importação. Trata-se de um anticorpo monoclonal indicado para o tratamento de câncer metástico. A medida também incluiu três tipos de próteses endoesqueléticas transfemurais – em titânio, fibra de carbono ou alumínio – e todas tiveram redução de alíquotas de 4% para zero.

Além disso, foi reduzida a taxa de importação, de 12% para 0 para dois tipos de teclados especiais para computadores: o alternativo e programável e o teclado especial com possibilidade de reversão de função mouse/teclado. As máscaras de teclado e os softwares de teclado virtual com dispositivo de varredura, apresentados em forma de memory cards, também tiveram suas alíquotas reduzidas a 0 de um patamar vigente de 8% e 2%, respectivamente.

Leia Também:  Auxílio emergencial: governo define regras e restringe quem pode receber as novas parcelas de R$ 300

No caso dos teclados e dos softwares, o instrumento de redução tarifária utilizado foi a Lista de Bens de Informática e Telecomunicações (Lebit). Todos eles são dispositivos de tecnologia assistiva para pessoas com deficiência.

Agência Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA