ENTRETENIMENTO

Globo pede desculpas a Maju Coutinho por abrir espaço no Fantástico a Rodrigo Branco

Publicados

em

O Fantástico pediu desculpas à jornalista Maria Júlia Coutinho, 42, por ter dado espaço em uma reportagem apresentada no domingo (4) ao empresário Rodrigo Branco. Famoso guia de turismo de celebridades em Orlando, Branco provocou polêmica em março deste ano ao fazer comentários que ele mesmo mais tarde classificaria de racistas contra Maju.

Segundo a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a participação do empresário em uma reportagem sobre turismo durante a pandemia não pegou bem dentro da produção do programa e no jornalismo da Globo e gerou o pedido de desculpas.

“O Fantástico lamenta não ter se dado conta de que era a mesma pessoa. E já se desculpou com Maria Júlia Coutinho”, informou em nota a comunicação da Globo.

No programa, Branco foi apresentado como um brasileiro que mora há seis anos em Orlando e tem uma empresa especializada em receber celebridades na cidade. Foram exibidas fotos do guia ao lado de artistas como Xuxa e Ivete Sangalo. Ele também comentou que era triste ver a Disney com poucos visitantes.

Em março, durante uma live de Instagram com a influenciadora digital Ju de Paulla, Branco fez comentários sobre Maju e a médica Thelma, que viria a ser a campeã do Big Brother Brasil 20.

Leia Também:  Seleção brasileira deve encarar a Bolívia com Neymar, Coutinho, Cebolinha e Firmino no ataque

Na ocasião, ele afirmou que a torcida por Thelma no reality existia apenas porque “ela é negra coitada”. “É a mesma coisa que falo da Maju Coutinho. Ela é péssima, é horrível. Eu assisti hoje e ela fala tudo errado. Ela só está lá por causa da cor”, disse. “Ela não tem uma carreira, ela nunca foi repórter de campo, ela fala tudo errado e eu como diretor de TV, vou te falar, ela lê o TP errado.”

A repercussão das falas foi negativa, e momentos depois, o empresário se desculpou. “Falei um monte de merda. [sic] Não falei nada como eu penso, queria explicar o que queria falar. Queria falar uma coisa e falei totalmente outra coisa, fui totalmente racista”, disse. “Recebi ligações de amigos meus, principalmente. Por isso é bom ter amigos. […] Eu sei escutar”.

A influenciadora Ju de Paula, por sua vez, publicou um texto em seu Instagram em que falou sobre o ocorrido. “O racismo se apresentou exatamente do jeito que ele faz, sem pedir licença. Eu fiquei sem acreditar no que eu estava ouvindo, eu até tentei explicar pro Rodrigo e para os seguidores o quão racista é aqueça fala dele, mas fui interrompida algumas vezes. Fiquei muito nervosa e confesso que fiquei sem saber como agir”, disse ela. “Obviamente não compactuo com nada do que foi dito sobre Thelma e Maju.”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Luan Santana promove campanha e grava clipe para ajudar o Pantanal

Publicados

em

Por

Luan Santana, 29, decidiu engrossar o coro de artistas pedindo ajuda e atenção para o Pantanal. Ele anunciou, neste fim de semana, que vai promover uma live e um leilão beneficentes. O objetivo é que arrecadar fundos para combater os incêndios que tomaram o bioma.

Desde 1º de janeiro até a primeira semana de outubro, as queimadas varreram a fauna e a flora de 3.977.000 hectares da região. Essa é uma área pouco menor à do estado do Rio de Janeiro. O tamanho destruído corresponde a 26,5% do Pantanal, de 15 milhões de hectares.

O cantor é natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, um dos estados em que o bioma está presente. Luan Santana reafirmou a importância de preservar a biodiversidade da região. Além disso, lembrou a importância das suas comunidades tradicionais e suas atividades econômicas –a pecuária e o turismo.

Marcado para o dia 22 de novembro, o show será transmitido ao vivo pela internet. Ele será gravado de uma chalana, um tipo de barco, no rio Paraguai. Artistas convidados também devem participar.

” Queria ser chuva, mas estou em chamas”, canta Luan Santana

A live pretende arrecadar ao menos R$ 8 milhões. Os recursos serão encaminhados ao movimento O Pantanal Chama, da instituição SOS Pantanal. Essa ONG tem auxiliado diversas iniciativas que visam a recuperação e a preservação do bioma.

Leia Também:  Primeiro filme da saga ‘X-Men’ completa 20 anos

O público poderá fazer doações durante o show. Além disso, terá a chance de comprar camisetas, bonés e outros itens com estampas da campanha e a assinatura do próprio Luan. Os lucros serão encaminhados para a SOS Pantanal.

Além da live, o sertanejo também vai promover o leilão de um dos figurinos que usou na recente gravação do DVD “Viva”. O valor arrecadado será destinado ao Instituto Arara Azul. O cantor é padrinho do instituto, que estuda e preserva a espécie.

Por fim, Luan Santana deve anunciar em breve o lançamento do clipe de “Deus Salve o Pantanal”, que gravou na semana passada. Toda a renda obtida com a faixa será revertida à preservação do bioma.

“Queria ser chuva, mas estou em chamas, não tem flor em meu quintal, Deus Salve o Pantanal”, canta Luan Santana na música.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA