ESPORTES

São Paulo perde, chega a 7 jogos sem vencer e pode ver título distante

Publicados

em

Neste domingo (31), o São Paulo perdeu por 2 a 1 para o Atlético-GO, fora de casa, e chegou a seu sexto jogo sem vencer no Campeonato Brasileiro, sete se contabilizar o empate para o Grêmio pela Copa do Brasil.

Assim, o título do torneio, ao qual a equipe já foi favorita com sete pontos de vantagem na liderança, fica cada vez mais distante. O Internacional (atual primeiro colocado) joga ainda neste domingo e o Flamengo (segundo colocado e que tem os mesmos 58 pontos dos paulistas) entra em campo na segunda-feira (1º).

Um triunfo do Inter, por exemplo, deixaria o São Paulo sete pontos atrás do líder.

Se o Flamengo vencer o Sport, fora de casa, abre três pontos de distância como vice-líder.

O time paulista ainda não venceu em 2021. O último triunfo foi por 2 a 1, contra o Fluminense, no final de dezembro do ano passado. Ainda em 2020, empatou com o Grêmio no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil (resultado que eliminou a equipe).

Neste ano, já foi goleado por Bragantino (4 a 2) e Internacional (5 a 1), perdeu o clássico para um time misto do Santos (1 a 0) e empatou com Athletico-PR e Coritiba (ambos 1 a 1).

Os problemas na saída de bola voltaram a aparecer na equipe do técnico Fernando Diniz neste domingo. Pelo menos em três ocasiões o Atlético-GO teve boa chance de gol por um erro do adversário, mas não conseguiu concretizar.

Leia Também:  Athletico vence Coritiba com gol no fim e fica mais perto do título paranaense

Mesmo assim, foram os donos da casa que saíram na frente aos 20 minutos da primeira etapa, após escanteio cobrado por Janderson e finalização de Natanael, que ainda desviou em Arboleda antes de entrar.

O time de Diniz empatou com Reinaldo, em chute da entrada da área, aos 39 também da etapa inicial.

No fim da segunda etapa, em contra-ataque puxado por Janderson, Vitor deu números finais ao jogo.

O São Paulo também teve uma alteração na data do clássico contra o Palmeiras, em razão do Mundial de Clubes que o clube alviverde irá disputar.

A partida, que estava marcada para a próxima sexta-feira (5), passou para o dia 19 de fevereiro. O campeão da Libertadores estreia na competição intercontinental no próximo dia 7.

A próxima partida do São Paulo acontece na quarta-feira (10), às 21h (horário de Brasília), no Morumbi, pelo Brasileiro.

ATLÉTICO-GO

Jean; Dudu, João Victor, Éder e Natanael; Willian Maranhão (Gilvan), Matheus Vargas (Vitor) e Marlon Freitas; Janderson (Pereira), Zé Roberto (Chico) e Rato (Nicolas). Técnico: Marcelo Cabo.

Leia Também:  Santos vence Atlético Mineiro com mais um show de Marinho

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan (Toró), Daniel Alves, Gabriel Sara (Vitor Bueno) e Igor Gomes (Tchê Tchê); Luciano e Brenner (Pablo). Técnico: Fernando Diniz.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2×1 SÃO PAULO

Data: 31 de janeiro de 2021 (segunda-feira)
Horário: 16h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (33ª rodada)
Local: estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Alexandre Álvaro Rocha de Matos (BA) e Jhonny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Zé Roberto, Vitor e Willian Maranhão (Atlético-GO); Diego Costa (São Paulo)
Gols: Natanael, do Atlétigo-GO, aos 20 minutos do 1º tempo; Reinaldo, do São Paulo, aos 40 minutos do 1º tempo; e Vitor, do Atlético-GO, aos 42 minutos do 2º tempo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Eliminatórias: com brilho de Neymar e Raphinha, Brasil goleia Uruguai

Publicados

em

Por

Com uma boa atuação de Neymar e Raphinha, o Brasil retomou o caminho das vitórias nas Eliminatórias para a Copa de 2022 (Catar) ao golear o Uruguai por 4 a 1, na noite desta quinta-feira (14) na Arena da Amazônia, em Manaus.

Não apenas o resultado foi importante, mas a forma como ele foi alcançado vale ser destacado. A equipe comandada pelo técnico Tite foi muito superior, sendo empurrada por 12.528 mil torcedores que acompanharam o confronto ao vivo.

Após a vitória, a seleção brasileira permanece na liderança das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa com 31 pontos.

Neymar e Raphinha decisivos

O camisa 10 da seleção brasileira mostrou desde os primeiros minutos que queria jogo. E, logo aos 2, criou sua primeira chance com um chute forte, que parou em defesa de Muslera.

Porém, aos 9 minutos o goleiro uruguaio não conseguiu fazer nada, quando Fred lançou Neymar, que, dentro da área, dominou no peito e se livrou de Muslera para finalizar com liberdade. Com este gol o camisa 10 se tornou o vice-artilheiro da competição com 7 gols (1 a menos que o boliviano Marcelo Moreno).

Leia Também:  Palmeiras perde do CRB nos pênaltis e está eliminado da Copa do Brasil

E o Brasil queria mais, e conseguiu aos 17 minutos, quando Neymar chutou, Muslera defendeu parcialmente e Raphinha aproveitou para ampliar.

A equipe comandada por Tite ainda tentou chegar ao terceiro no restante da etapa inicial, mas ele só veio aos 12 minutos do segundo tempo. E o gol foi fruto da parceria entre Neymar e Raphinha. Em jogada de velocidade, o camisa 10 enfiou em profundidade para o camisa 19, que avançou e bateu cruzado de esquerda.

Aos 31 minutos o Uruguai ainda conseguiu descontar com um belo gol, em cobrança de falta, do artilheiro Luis Suárez. Mas a noite era mesmo da seleção brasileira, que ampliou aos 37 minutos graças a gol de cabeça de Gabriel Barbosa, que aproveitou lindo lançamento de Neymar para fechar o placar.

Próximos compromissos

O Brasil volta a jogar pelas Eliminatórias para a Copa em Novembro, quando enfrenta a Colômbia e a Argentina.

Por Agência Brasil – Rio de Janeiro

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA