REGIONAIS

Mensagens de whatsapp tramam morte de casal desaparecido em Goioerê

Publicados

em

Mensagens do aplicativo de whatsapp do telefone celular de Suziane dos Santos, que tinham sido apagadas, foram recuperadas pela polícia, e supostamente mostram em parte como foi tramada a morte de Kawane Cleve e Rubens Biguetti Junior, que estão desaparecidos em Goioerê desde o dia 3 de agosto. Essas mensagens foram divulgadas na tarde de quarta-feira, 23, pelo portal Umuarama News.

Nas conversas com Mauro José Cavalcante Sobrinho (Ceará) e Alessandro Benatti (Mohamed), Suziane reclama de Kawane, a acusa de ter denunciado seu marido para a polícia e de estar atrapalhando o seu negócio, que seria o tráfico de drogas.
Pelas conversas divulgadas, Suziane conversa com Ceará sobre Kawane estar fazendo um “piseiro” em sua casa e pede que ele tome providências.

A mulher também conversa com Mohamed e começam a arquitetar o crime. Ele diz que vai chamar um “amigo de infância”. Ela pergunta se vai precisar de “ferramenta” (arma), e falam da rotina do casal, monitorando a casa.
.
AUTORIZAÇÃO
.
O que chamou a atenção também foi uma suposta mensagem de áudio enviado do telefone celular de Suziane, onde um homem pede autorização para assassinar o casal Kawane e Rubens. Essa autorização supostamente seria de uma facção criminosa.
Mesmo com todas essas e outras informações obtidas pela polícia, nenhum dos supostos envolvidos confessou o crime e dizem não saber onde estão os corpos do casal desaparecido. (As informações são de Flávia Azevedo/Umuarama News).

Leia Também:  C.MOURÃO - Criança morre esfaqueada na Vila Rural por homem com problemas mentais

.

NÃO COMENTA

.

O delegado de polícia Adailton Ribeiro Junior, responsável pelo inquérito, não comentou as supostas conversas entre Suziane e seus supostos comparsas, porque, segundo ele, os dados são sigilosos.

 

(As informações são do Umuarama News).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

REGIONAIS

ENTRE JURANDA E UBIRATÃ – PRF apreende 346 kg de maconha e 2 de skunk

Publicados

em

Por

A equipe da Polícia Rodoviária Federal apreendeu na manhã de terça-feira (27) uma caminhonete VW/Saveiro com 346 quilos de maconha e quase dois quilos de skunk, variação mais potente da maconha. A apreensão aconteceu durante fiscalização de rotina, entre Juranda e Ubiratã, na rodovia BR-369.

Em um primeiro momento, os agentes visualizaram um motorista dirigindo com velocidade incompatível, ultrapassando em locais proibidos e transitando pela contramão de direção na rodovia BR-369.

Ao tentarem abordar o motorista, ele fugiu e se dirigiu a uma área rural. Após alguns quilômetros de perseguição, o conduto perdeu o controle da direção, colidindo em uma curva de nível. Em seguida, ele abandonou o veículo fugindo para o meio de uma mata, não sendo encontrado.

Ao fazer buscas na caminhonete, os policiais encontraram 346,1 quilos de maconha e 1,6 quilo de skunk. A droga foi apreendida e encaminhada à Polícia Civil. Os policiais constataram que a Saveiro utilizada pelo homem era locada.

 

(Tribuna do Interior).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Reinaldo Krachinski anuncia reforma do Ginásio de Esportes
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA