ENTRETENIMENTO

DiCaprio, Katy Perry e Kim Kardashian incentivam boicote a Instagram e Facebook

Publicados

em

Artistas como Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Orlando Bloom, Katy Perry e Kim Kardashian congelaram suas redes sociais nesta quarta-feira (16) em protestos. Eles são contra grupos de ódio e de desinformação que espalham pela rede e que não seriam banidos da internet.

(Foto: Divulgação)

 

Eles alegam que o Facebook, que detém os direitos do Instagram, tem servido de plataforma de divulgação de discurso de ódio e de falsidades ditas por personalidades da política. Na visão deles, portanto, a rede falha ao não vetar certos tipos de conteúdos ofensivos e que incitariam a violência.

Assim, prometeram na internet não postar nada por 24 horas. Em uma mensagem de conteúdo semelhante compartilhada horas antes do protesto, os famosos contavam mais sobre o que aconteceria. “Adoro o fato de estar ligada diretamente a cada um de vocês através do Instagram e do Facebook, mas não posso ficar sentada e em silêncio enquanto estas plataformas continuam a permitir a propagação de ódio, propaganda e desinformação. A desinformação partilhada nas redes sociais tem um impacto real nas nossas eleições e mina a nossa democracia”, diz.

Leia Também:  Lulu Santos diz que temia revelar homossexualidade antes de ‘sair do armário’

As mensagens dividiram opiniões. Enquanto havia quem aderisse ao boicote e incentivasse que os artistas fizessem o mesmo, outros seguidores acharam uma atitude demagoga, já que os famosos ganham dinheiro nas redes sociais como quando vendem produtos em publicações pagas.

Procurada, as assessorias do Facebook e do Instagram no Brasil não se pronunciaram até a publicação deste texto.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Luan Santana promove campanha e grava clipe para ajudar o Pantanal

Publicados

em

Por

Luan Santana, 29, decidiu engrossar o coro de artistas pedindo ajuda e atenção para o Pantanal. Ele anunciou, neste fim de semana, que vai promover uma live e um leilão beneficentes. O objetivo é que arrecadar fundos para combater os incêndios que tomaram o bioma.

Desde 1º de janeiro até a primeira semana de outubro, as queimadas varreram a fauna e a flora de 3.977.000 hectares da região. Essa é uma área pouco menor à do estado do Rio de Janeiro. O tamanho destruído corresponde a 26,5% do Pantanal, de 15 milhões de hectares.

O cantor é natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, um dos estados em que o bioma está presente. Luan Santana reafirmou a importância de preservar a biodiversidade da região. Além disso, lembrou a importância das suas comunidades tradicionais e suas atividades econômicas –a pecuária e o turismo.

Marcado para o dia 22 de novembro, o show será transmitido ao vivo pela internet. Ele será gravado de uma chalana, um tipo de barco, no rio Paraguai. Artistas convidados também devem participar.

” Queria ser chuva, mas estou em chamas”, canta Luan Santana

A live pretende arrecadar ao menos R$ 8 milhões. Os recursos serão encaminhados ao movimento O Pantanal Chama, da instituição SOS Pantanal. Essa ONG tem auxiliado diversas iniciativas que visam a recuperação e a preservação do bioma.

Leia Também:  Tartarugas Ninja vão ganhar novo filme em animação; Seth Rogen vai produzir

O público poderá fazer doações durante o show. Além disso, terá a chance de comprar camisetas, bonés e outros itens com estampas da campanha e a assinatura do próprio Luan. Os lucros serão encaminhados para a SOS Pantanal.

Além da live, o sertanejo também vai promover o leilão de um dos figurinos que usou na recente gravação do DVD “Viva”. O valor arrecadado será destinado ao Instituto Arara Azul. O cantor é padrinho do instituto, que estuda e preserva a espécie.

Por fim, Luan Santana deve anunciar em breve o lançamento do clipe de “Deus Salve o Pantanal”, que gravou na semana passada. Toda a renda obtida com a faixa será revertida à preservação do bioma.

“Queria ser chuva, mas estou em chamas, não tem flor em meu quintal, Deus Salve o Pantanal”, canta Luan Santana na música.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA