NOTÍCIAS DO BRASIL

Mais de 1,3 milhão terá saque-aniversário do FGTS em janeiro

Publicados

em

A partir desta segunda-feira (3), os trabalhadores nascidos em janeiro poderão fazer a retirada anual do saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

O profissional que opta por essa modalidade pode retirar uma parte do FGTS uma vez por ano, mas não tem acesso ao saldo integral do fundo se for demitido sem justa causa.

A Caixa prevê que mais de 1,3 milhão de trabalhadores terão direito ao saque em janeiro, o que corresponde ao valor de R$ 1,9 bilhão, incluindo aqueles que contrataram a antecipação do saque em uma instituição financeira, linha de crédito que permite receber os valores antecipadamente, mas com cobrança de juros, por ser um empréstimo.

Pelo calendário do programa, o período de saques começa no primeiro dia útil do mês de aniversário e acaba no último dia útil do segundo mês subsequente. Caso o trabalhador não saque o recurso em até três meses, ele volta automaticamente para a sua conta no FGTS. Os trabalhadores têm até o último dia do mês de aniversário para fazer a adesão à modalidade.

Leia Também:  Um em cada três prefeitos eleitos trocou de partido neste ano

Como sacar A adesão ao saque-aniversário pode ser feita no aplicativo FGTS, no site fgts.caixa.gov.br, nos caixas eletrônicos do banco ou nas agências da Caixa.

O trabalhador não é obrigado a participar da sistemática e quem não fizer a opção permanecerá na modalidade do saque-rescisão, ou seja, terá direito de pegar todo o saldo do FGTS se for demitido sem justa causa. Em todos os casos, é mantido o direito à multa de 40%, paga pelo empregador em caso de demissão sem justa causa.

A adesão ao saque-aniversário não precisa ser feita mais de uma vez. É possível voltar à regra tradicional, mas a alteração só trará efeito no primeiro dia do 25º dia do pedido de reversão. Segundo a Caixa, de que o saque-aniversário foi criado, mais de 17,8 milhões de trabalhadores aderiram à sistemática.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NOTÍCIAS DO BRASIL

Paraguai passa a exigir imunização e testes para entrar no país

Publicados

em

Por

Quem pretende ir ao Paraguai deve ficar atento quanto às regras sanitárias implantadas no País, a partir desta semana. O país vizinho, nesta quarta-feira (12), passou a exigir para todas as pessoas maiores de idade o comprovante de vacinação completa contra a Covid-19.
“Qualquer pessoa com mais de 18 anos, independentemente do local de origem, deve apresentar um certificado de vacinação atestando que recebeu pelo menos duas doses da vacina COVID-19″, comunicou o Ministério da Saúde do Paraguai.

Ainda conforme o governo paraguaio, só será concedida exceção a quem apresentar documento atestando condição médica que contraindique a imunização por questões de saúde.

No entanto, jovens a partir de 12 anos devem apresentar testes de PCR com resultados negativos, feitos em menos de 48 horas antes de entrar no país, ou com antígeno até 24 horas. Além disso, é preciso preencher um formulário de declaração de saúde até 24 horas antes. O formulário está disponível no site do Ministério da Saúde do Paraguai (mspbs.gov.py).

requisitos só não serão exigidos aos moradores que residem nas cidades de fronteira. “Todas as pessoas que entrarem com o regime de trânsito de bairro devem comprovar que residem na cidade fronteiriça. Não exigindo nenhum requisito de saúde para a admissão”, diz o comunicado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PF prende 2 pessoas por saque indevido de Auxílio Emergencial
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA