ENTRETENIMENTO

Luciano Huck rebate Bolsonaro e diz que alta da carne não é culpa do lockdown

Publicados

em

Huck inicia a peça dizendo que muitos podem atribuir a culpa ao “lockdown” ou à “hashtag #FiqueEmCasa”, tópicos que são alvos de críticas do presidente Jair Bolsonaro, mas que as medidas de distanciamento social adotadas no curso da pandemia de Covid-19 nada têm a ver com os custos mais caros da alimentação.

Ele cita países que optaram ou não pela restrição de circulação, mas que têm em comum o fato de que a inflação sobre a carne não aumentou de forma expressiva no período, como ocorreu no Brasil.

“Como um país que é um dos maiores produtores de carne do planeta tem um preço tão caro? Uma das primeiras respostas é a alta do dólar. O mercado brasileiro é diretamente influenciado pelo câmbio. Se o real desvaloriza muito, começa a valer a pena para o produtor de carne vender lá fora, em dólar”,

afirma o apresentador da Globo, que diz ter ouvido economistas.

“Não é à toa que estamos batendo recordes de exportação ao mesmo tempo em que a comida está cada vez mais cara no mercado. Se a carne aumenta muito, as pessoas compram mais frango. Aí, o frango começa a faltar, e o preço começa a subir. E por aí vai”, segue.

Leia Também:  Luan Santana promove campanha e grava clipe para ajudar o Pantanal

Procon vai multar Extra por vender bandeja de carne vazia em SP

Huck ainda exibe imagens que mostram a busca por restos de carne, e atribui à política a responsabilidade pelo alto custo dos alimentos neste momento.

“A nossa [geração] ouviu o seguinte: ‘Política não se discute’. Mas a verdade é que não tem como escapar, porque política não é só o que acontece em Brasília”, afirma.

“Política é o preço da carne no supermercado, é o garoto da favela sem internet garantida para poder sonhar. É não faltar vacina quando a gente mais precisa dela. É entender que queimar floresta significa não ter chuva, que significa não ter energia elétrica, que significa pagar mais caro a conta de luz”, diz Huck, sem citar nomes -embora todas essas críticas sejam recorrentes entre opositores do governo Jair Bolsonaro.

O apresentador, então, convoca seus seguidores a “discutir sobre como resolver os problemas reais”, a ter voz e a participar ativamente de debates sobre o país.

“Tudo isso no limite da democracia, do respeito, da lei, que a gente tem que construir soluções juntos. E o preço da carne é só mais um exemplo de que, enquanto a gente tiver medo de falar sobre essas coisas, uma hora a conta vem. E fica cara”, finaliza.

Leia Também:  O fim de Sete Quedas nos anos 1980

Em junho deste ano, Luciano Huck afastou a possibilidade de se candidatar à Presidência em 2022, mas reiterou que continuará no debate político e não descartou disputar o cargo no futuro.

Em entrevista ao programa Conversa com Bial, da Globo, ele repetiu a justificativa de que nunca lançou candidatura, embora ele e aliados se movessem nessa direção nos bastidores. O comunicador já tinha sido cotado como presidenciável nas eleições de 2018.

“Eu nunca me lancei candidato a nada, então eu não estaria retirando candidatura a nada, porque eu nunca lancei candidatura”, disse ao apresentador Pedro Bial.

“Eu não saio mais do debate público. Vou estar no debate público para sempre. Gosto desta arena, do debate das ideias. Acho que a gente tem que superar o que tanto nos atrapalha hoje em dia, que é essa divisão do país, essa polarização, essa raiva que se criou entre quem pensa diferente”, acrescentou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Maiara e Maraísa e Henrique e Juliano contratam parte da equipe de Marília Mendonça

Publicados

em

Por

A morte da cantora Marília Mendonça, ocorrida no último dia 5, chocou o Brasil. A tragédia repercutiu em todo país e os amigos próximos, como os sertanejos Maiara e Maraísa e Henrique e Juliano prestaram diversas homenagens para a Rainha da Sofrência.

Marília tinha um staff que a acompanhava nos shows, e além de perderam a colega, muitos também se viram sem emprego com o falecimento precoce da artista. Quando morreu o cantor Cristiano Araújo, em junho de 2015, Marília ainda não tinha tanto sucesso, mas ainda assim contratou parte da banda do cantor para que os funcionários não ficassem desempregados.

Agora, os amigos Maria e Maraísa e Henrique e Juliano estão fazendo o mesmo. Além deles, a dupla do irmão de Marília, Gustavo, da dupla com Dom Vittor, também estão incorporando a equipe da cantora.

A dupla, aliás, deve lançar no próximo dia 3 de dezembro a música “Calculista”, gravada em parceira com Marília Mendonça.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Maitê Proença diz que escondeu diagnóstico de coronavírus até da filha
Continue lendo

QUARTO CENTENÁRIO

PARANÁ

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA